Cuerpo, belleza y juventud en la contemporaneidad: apuntes reflexivos

Resumen

La contemporaneidad está marcada por la era del cuerpo utilizado como herramienta de consumismo. A través de hábitos y prácticas corporales, los medios de comunicación propagan los estilos de vida. En este contexto, los jóvenes son el grupo más vulnerable en ser influenciado, y es comprensible su deseo de ser parte de grupos y que sus identidades sean aceptadas socialmente. El texto presenta una reflexión dialógica sobre el culto al cuerpo, la belleza y la juventud en la sociedad contemporánea. En el escenario actual, el cuerpo se destaca mucho más allá de las cualidades requeridas en otros tiempos, con la compulsión diaria por los atributos de la belleza joven, hay un deseo presente de mantener y adaptarse a la apariencia actual, así como una innovación contemporánea en retrasar el proceso de la vida natural: el envejecimiento del cuerpo. En este caso, el intento es esconder características físicas indeseables, asumiendo el estereotipo del cuerpo juvenil, de eterna belleza. Este parece ser el deseo contemporáneo, que el tiempo del cuerpo se detenga y ceda a los rituales de la belleza. En conclusión, es claro que el estado juvenil, que alguna vez delimitó una fase de la vida, hoy, a través de valores socioculturales, se transforma en un símbolo, con tanta relevancia presentada en el presente, pero que presenta inclinaciones preocupantes para el campo de la salud mental sobre todo en la insatisfacción corporal.

Palabras clave: Cuerpo, Belleza, Joven, Sociedad contemporánea

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Albino, B., e Vaz, A.F. (2008). O corpo e as técnicas para o embelezamento feminino: esquemas da indústria cultural na revista Boa Forma. Movimento, Porto Alegre, 14(1), 199-223. https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/viewFile/2089/2118

Almeida, R.S. (2010). A Experiência Social do Grupo de Jovens. In: Mundo Jovem: um jornal de idéias. Editora da PUCRS. 48(403).

Alvarenga, M.S., Philippi, S.T, Lourenço, B.H., Sato, P.M., e Scagliusi, F.B. (2010). Insatisfação com a imagem corporal em universitárias brasileiras. J Bras Psiquiatr. 59(1), 44-51. http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852010000100007

Alves D., Pinto, M., Alves, S., Mota, A., e Leirós, V. (2009). Cultura e imagem corporal. Motricidade, 5(1), 1-20. http://dx.doi.org/10.6063/motricidade.5(1).184

Assênsio, C.B., e Oliveira Júnior, J.G. (2015). Linguagem e ritual - Pierre Bourdieu. In: Enciclopédia de Antropologia. Universidade de São Paulo, Departamento de Antropologia. http://ea.fflch.usp.br/obra/linguagem-e-ritual-pierre-bourdieu

Bock, A.M.B. (2004). A perspectiva sócio-histórica de Leontiev e a crítica à naturalização da formação do ser humano: a adolescência em questão. Cad. Cedes. Campinas, 24(62), 26-43. https://doi.org/10.1590/S0101-32622004000100003

Brown, A., e Knight, T. (2015). Mudanças nas imagens da mídia sobre a aparência e o status social das mulheres de 1960 a 2010: uma análise de conteúdo de anúncios de beleza em duas revistas australianas. Journal of Aging Studies, 35, 74-83. https://doi.org/10.1016/j.jaging.2015.08.003

Ceballos-Gurrola, O., Medina-Rodríguez, R.E., Juvera-Portilla, J.L., Peche-Alejandro, P., Aguirre-López, L.F., e Rodríguez-Rodríguez, J. (2020). Imagen corporal y práctica de actividades físico-deportivas en estudiantes de nivel secundaria. Cuadernos de Psicología del Deporte, 20(1), 252-260. https://doi.org/10.6018/cpd.355781

Costa, J.F. (2005). O vestígio e a aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo. Editora Garamond.

Cruz, P.P., Nilson, G., Pardo, E.R., e Fonseca, A.O. (2008). Culto ao corpo: as influências da mídia contemporânea marcando a juventude. In: Anais eletrônicos. Seminário internacional fazendo gênero - corpo, violência e poder. http://www.wwc2017.eventos.dype.com.br/fg8/sts/ST48/Cruz-Nilson-Pardo-Fonseca_48.pdf

Figueiredo, D.C., Nascimento, F.S., e Rodrigues, M.E. (2017). Discurso, culto ao corpo e identidade: representações do corpo feminino em revistas brasileiras. Linguagem em (Dis)curso, 17(1), 67-88. http://dx.doi.org/10.1590/1982-4017-170104-2916

Gama, C.O. da (2016). A Influência dos padrões contemporâneos de corpo para estudantes do Ensino Médio [Dissertação Mestrado em Educação Agrícola. Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro]. https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1553

Garcia, Carmen Lúcia (2017). Corpos educados e disciplinados: A educação do corpo na mídia – reflexões a partir da revista Marie Claire [Dissertação de Mestrado. Ciências Humanas, Universidade Santo Amaro]. http://dspace.unisa.br/handle/123456789/187

Giddens, A. (1991). As conseqüências da modernidade. Fundação Editora UNESP.

Ghiraldelli Jr., P. (2008). O corpo: filosofia e educação. Editora Ática.

Goldenberg, M. (Org.). (2002). Nu & Vestido: dez antropólogos revelam a cultura do corpo carioca (2ª ed.). Editora Record.

Jaeger, M.B., e Câmara, S.G. (2015). Media and Life Dissatisfaction as Predictors of Body Dissatisfaction. Paidéia (Ribeirão Preto), 25(61), 183-190. https://doi.org/10.1590/1982-43272561201506

Kakeshita, I.S., e Almeida, S. de S. (2006). Relação entre índice de massa corporal e a percepção da autoimagem em universitários. Revista de Saúde Pública, 40(3), 497–504. https://doi.org/10.1590/S0034-89102006000300019

Kehl, M.R. (2003). As máquinas falantes. In: A. Novaes (Org.). O homem-máquina: a ciência manipula o corpo. Editora Companhia das Letras.

Laus, M.F. (2013). Influência do padrão de beleza veiculado pela mídia na satisfação corporal e escolha alimentar de adultos [Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo]. https://doi.org/10.11606/T.59.2013.tde-26032013-100917

Le Breton, D. (2009). Condutas de risco: dos jogos de morte ao jogo de viver. Autores Associados.

Lopes, A.F., e Mendonca, E.S. (2016). Ser jovem, ser belo: a juventude sob holofotes na sociedade contemporânea. Rev. Subj. Fortaleza, 16(2), 20-33. http://dx.doi.org/10.5020/23590777.16.2.20-33

Mataruna, L. (2004). Imagem Corporal: noções e definições. Lecturas: Educación Física y Deportes, 10(71). https://www.efdeportes.com/efd71/imagem.htm

Melucci, A. (1996). Juventude, tempo e movimentos sociais. Revista Young, 4(2), 3-14.

Neagu, A. (2015). Body image: A theoretical framework. Proc. Rom. Acad., Series B 17(1), 29-38. https://acad.ro/sectii2002/proceedingsChemistry/doc2015-1/Art04Neagu.pdf

Nascimento, D.E., e Afonso, M.R. (2014). Os corpos na sociedade contemporânea. Lecturas: Educación Física y Deportes, 18(190). https://www.efdeportes.com/efd190/os-corpos-na-sociedade-contemporanea.htm

Paixão, J.A., e Lopes, M.F. (2014). Alterações corporais como fenômeno estético e identitário entre universitárias. Saúde em Debate, 38(101), 267-276. https://dx.doi.org/10.5935/0103-1104.20140024

Pires, V.N.L. (2017). Associação entre a satisfação corporal e a atividade física em universitários [Tese Doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública. Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca]. https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/25764

Rocha, K.S. (2019). Identidade: revisão teórica sobre um conceito polissêmico. Lecturas: Educación Física y Deportes, 23(249), 87-97. https://www.efdeportes.com/efdeportes/index.php/EFDeportes/article/view/232

Santos, V.M., e Mezzaroba, C. (2013). A percepção da imagem corporal: algumas representações de corpo na juventude. Lecturas: Educación Física Y Deportes, 18(182), 87-97. https://www.efdeportes.com/efd182/a-percepcao-da-imagem-corporal-na-juventude.htm

Santos, M.A., Oliveira, V.H., Peres, R.S., Risk, E.N., Leonidas, C., e Oliveira-Cardoso, E.A. (2019). Corpo, saúde e sociedade de consumo: a construção social do corpo saudável. Saúde e Sociedade, 28(3), 239-252. https://doi.org/10.1590/s0104-12902019170035

Sayão, M.N. (2014). As Diretrizes Curriculares e a formação em Educação Física no contexto das transformações contemporâneas do corpo [Tese Doutorado em Políticas Públicas e Formação Humana. Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro]. http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=7952

Silva, D.A.S., Pereira, I.M.M., e Oliveira, A.C.C. de (2012). Impacto da escolaridade materna e paterna na perceção da imagem corporal em acadêmicos de Educação Física. Motricidade, 8(2), 22-31. https://doi.org/10.6063/motricidade.8(2).709

Silva, G.L. (2018). Influência da mídia sobre o comportamento alimentar e imagem corporal em universitários [Trabalho de Conclusão de Curso, Graduação. Universidade Federal de Pernambuco, Centro Acadêmico de Vitória]. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/23916

Slade, P.D. (1994). What is body image? Behaviour Research and Therapy, 32, 497-502. https://doi.org/10.1016/0005-7967(94)90136-8

Souza, A.C., e Alvarenga, M.S. (2016). Insatisfação com a imagem corporal em estudantes universitários – Uma revisão integrativa. J. bras. psiquiatr., Rio de Janeiro, 65(3), 286-299. https://doi.org/10.1590/0047-2085000000134

Souza, A.C. de (2017). Relações entre atividade física, corpo e imagem corporal entre universitários da Argentina, Brasil, Estados Unidos da América e França [Disertação de Mestrado. Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo]. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-02082017-153802/pt-br.php

Souza, C.Z.V.G. (2004). Juventude e Contemporaneidade: possibilidade e limites. Última Década, 20, 47-69. https://doi.org/10.4067/S0718-22362004000100003

Sueitti, M.A.G., e Sueitti, A.P. dos S. (2015). A corpolatria e os transtornos da imagem corporal. Protestantismo em Revista, 37(Ed. Esp. Extra), 102-111. http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v37i0.2645

Tavares, M.C.G.C.F. (2003). Imagem corporal: conceito e desenvolvimento. Editora Manole.

Vaquero, R.A. (2013). Imagen Corporal: revisión bibliográfica. Nutrición hospitalaria, 28(1), 27-35. http://dx.doi.org/10.3305/nh.2013.28.1.6016

Vigarello, G. (2006). História da Beleza: o corpo e a arte de se embelezar, do renascimento aos dias de hoje. Ediouro Publicações.

Publicado
2021-08-12
Cómo citar
Gama, C. O. da, Gama, G. O. da, Pires, V. N. L., Braga, J. U., & Maciel, E. M. G. de S. (2021). Cuerpo, belleza y juventud en la contemporaneidad: apuntes reflexivos. Lecturas: Educación Física Y Deportes, 26(279), 147-163. https://doi.org/10.46642/efd.v26i279.2764
Sección
Ensayos