El perfil de la producción educativa brasileña interdisciplinaria sobre la Educación Física

Resumen

El presente estudio es una revisión sistemática de la literatura que tiene como objetivo presentar las producciones educativas de Interdisciplinariedad en el área de la Educación Física, buscando dar respuesta en qué región del país hay más publicaciones, en qué año y qué referencias teóricas son más utilizadas. Para ello, se investigaron Tesis y Disertaciones en la Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones, el índice SciELO, los anales de la FIEP y las revistas del Área de Educación Física con calificación Qualis A1 y A2. Con una totalidad de 121 artículos encontrados, podemos concluir que la región Sudeste con 53 artículos tiene la mayor producción sobre interdisciplinariedad en Educación Física. Se destaca el año 2015 con el mayor número de publicaciones. Los referentes teóricos más utilizados fueron las políticas públicas nacionales de educación y los aportes y/o trabajos de Ivani Fazenda.

Palabras clave: Conocimiento, Revisión, Estudios interdisciplinares, Educación Física

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Barroso, M.G.T., Vieira, N.F.C., & Varela, Z.M.V. (2006). Ensino de Educação em Saúde, Interdisciplinaridade e Políticas Públicas. Revista brasileira em promoção da saúde, 19(3). Recuperado de: https://doi.org/10.5020/979

Brasil (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Ministério da Educação,

Brasil (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais: Temas Transversais. Terceiro e Quarto Ciclos. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental.

Brasil (2001). Parecer CNE/CEB 36/2001 - Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Brasília, DF.

Brasil (2010). Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020. Brasília, DF Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

CAPES. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (2017). Relatório de Avaliação 2013-2016: Quadrienal 2017. Brasília, DF.

Fazenda, I. (2006). Interdisciplinaridade: qual o sentido? (2ª ed.). São Paulo: Paulus.

Fazenda, I. (org.) (2013). O que é Interdisciplinaridade? (2ª ed.). São Paulo: Cortez.

Garrutti, E.A., & Santos, S.R. (2004). A Interdisciplinaridade como forma de superar a fragmentação do conhecimento. Revista de Iniciação Científica da FFC, 4(2). Recuperado de: https://doi.org/10.36311/1415-8612.2004.v4n2.92

Lemke, C.E., & Scheid, N.M.J. (2019). As aproximações dos currículos de Ciências e Educação Física. In: Anais XXIII Seminário de Integração em Pesquisa e Pós-graduação, Santo Ângelo, v.1, p. 473-480. Santo Ângelo: EdiURI.

Lopes, A.C. (2008). Políticas de integração curricular. Rio de Janeiro: Ed. UERJ.

Moreira, S.C.P. (2017). Inclusão de alunos com deficiência no ensino superior: uma análise da região sudeste. 69f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Sampaio, R.F., & Mancini, M.C. (2007). Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, 11(1), 83-89. Recuperado de: https://doi.org/10.1590/S1413-35552007000100013

Soler, R. (2003). Educação Física Escolar. Rio de Janeiro: Sprint.

Thiesen, J.S. (2008). A Interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, 13(39), 545-554. Recuperado de: https://doi.org/10.1590/S1413-24782008000300010

Triani, F., & Telles, S.C.C. (2019). A pós-graduação stricto sensu em educação física no Rio de Janeiro: desafios para a formação acadêmica e a produção científica a partir das possibilidades de publicação. J. Phys. Educ., Maringá, 30. Recuperado de: https://doi.org/10.4025/jphyseduc.v30i1.3050

Valerio, R.A. (2014). Interdisciplinaridade: teoria e prática em uma escola pública. Campinas: SP: Mercado das Letras.

Publicado
2021-01-11
Cómo citar
Lemke, C. E., & Scheid, N. M. J. (2021). El perfil de la producción educativa brasileña interdisciplinaria sobre la Educación Física. Lecturas: Educación Física Y Deportes, 25(272), 49-64. https://doi.org/10.46642/efd.v25i272.2238
Sección
Artículos de Revisión