Formación profesional en Educación Física: acciones docentes en cursos con los más altos conceptos de ENADE 2013/2014

Resumen

El tema de la formación del profesorado y el trabajo docente en la educación superior ha sido recurrente en los debates académicos, especialmente en el período posterior a la década de 1980. Las evaluaciones externas llevaron a las instituciones universitarias a invertir en la formación del formador y en la construcción de nuevas prácticas docentes. Por tanto, el objetivo de este trabajo es conocer el perfil profesional de los docentes y las acciones formativas más utilizadas por ellos en los cursos de Educación Física que obtuvieron calificaciones superiores en el Examen Nacional de Desempeño del Estudiante (ENADE) 2013 y 2014. Para ello, se utilizó un cuestionario de Google Docs con 4 preguntas abiertas y 19 cerradas para recopilar información. La muestra estuvo conformada por 72 profesores que imparten cursos de Educación Física en Instituciones de Educación Superior, clasificados según criterios de evaluación nacional, con Concepto de Curso 4 ó 5. Los datos indican que la mayoría de los profesores trabajan en Universidades, han obtenido un título de posgrado stricto sensu y tienen entre 6 y 15 años de experiencia en Educación Superior. Valoran y utilizan como acciones formativas metodologías activas y acciones relacionadas con el futuro ámbito de la actividad profesional. Las metodologías pasivas se utilizan menos y se entiende que tienen menos potencial de formación, pero igualmente se utilizan en la formación. Si bien los indicadores por sí solos no aseguran una buena formación, las estrategias utilizadas son parámetros a considerar cuando se analiza el proceso de construcción profesional.

Palabras clave: Educación Física, Formación profesional, Enseñanza activa

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Alves, L.P., e Anastasiou, L.D.G.C. (2005). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Editora UNIVILLE.

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Edições 70.

Barbosa-Rinaldi, I.P. (2008). Formação inicial em Educação Física: uma nova epistemologia da prática docente. Movimento, 14(3), 185-207. https://doi.org/10.22456/1982-8918.2431

Bisconsini, C.R. (2017). A prática como componente curricular na formação inicial de professores de educação física: ruídos no campo universitário para o encontro com a escola. http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/5722

Bisconsini, C. R.; e de Oliveira, A. A. B. (2019). Formação inicial em Educação Física e as aprendizagens com a escola: a possibilidade da prática como componente curricular. Motrivivência, 31(58). https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e56269

Brasil (2004). Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior-SINAES e dá outras providências. Diário Oficial da União, (72). http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm

Brasil (2015). Censo da Educação Superior 2013: resumo técnico. Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Brasil (2016). Censo da educação superior 2014: resumo técnico. Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

de Carvalho Santos, J.O. (2019). Perspectiva crítico-reflexiva e colaboração na formação do professor. Revista Internacional de Formação de Professores, 4(1), 85-99. https://periodicos.itp.ifsp.edu.br/index.php/RIFP/article/view/1395

de Lima, R. (2015). A desvalorização do ensino ou os sintomas da primazia da pesquisa nas universidades. Revista Espaço Acadêmico, 14(167), 116-127. https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/27265

de Souza, K.S., Marquezan, F.F., Nunes, J., Bolzan, D.P.V., e Isaia, S.M. de A. (2016). A aprendizagem de ser professor em início de carreira. Comunicações, 23(1), 41-63. https://doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v23n1p41-63

Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Editora Paz e Terra.

Gariglio, J.A. (2010). El rol de la formación inicial en la constitución de la identidad profesional de profesores de educación física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 32(2-4), 11-28. https://doi.org/10.1590/S0101-32892010000200002

Gatti, B.A. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade, 31(113), 1355-1379. https://doi.org/10.1590/S0101-73302010000400016

Godtsfriedt, J. (2016). Ciclos de vida profissional na carreira docente: revisão sistemática da literatura. Corpoconsciência, 19(2), 9-17. https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/3870

Huberman, M. (1992). O ciclo de vida profissional dos professores. Vidas de professores, 2, 31-61.

Isaia, S.M.D.A., e Bolzan, D.P.V. (2007). Construção da profissão docente/professoralidade em debate: desafios para a educação superior. In: Maria Isabel da Cunha (Org.). Reflexões e práticas em pedagogia universitária (1ª ed.) (pp. 161-177). Papirus Editora.

Isaia, S.D.A., e Bolzan, D.P.V. (2008). Compreendendo os movimentos construtivos da docência superior: construções sobre pedagogia universitária. Linhas críticas, 14(26), 25-42. https://doi.org/10.26512/lc.v14i26.3424

Isaia, S.D.A. e Bolzan, D.P.V. (2009). Trajetórias da docência: articulando estudos sobre os processos formativos e a aprendizagem de ser professor. In: Sílvia Maria Aguiar Isaia, Dóris Pires Vargas Bolzan (Orgs.). Pedagogia universitária e desenvolvimento profissional docente (pp. 349-373). EDIPUCRS.

Lüdke, M. (2018). Uma análise da formação de professores da educação básica em duas realidades. Instrumento: Revista de Estudo e Pesquisa em Educação, 20(1). https://doi.org/10.34019/1984-5499.2018.v20.19103

Maffei, W.S. (2014). Prática como componente curricular e estágio supervisionado na formação de professores de educação física. Motrivivência, 26(43), 229-244. https://doi.org/10.5007/2175-8042.2014v26n43p229

Maffei, W.S., e Schetzler, R.P. (2018). Ações formativas em disciplinas de prática pedagógica na licenciatura em Educação Física. Motrivivência, 30(53), 101-118. https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n53p101

Maffei, W.S., Verardi, C.E.L., e Pessôa Filho, D.M. (2016). Formação inicial do professor de Educação Física: produções acadêmicas entre 2005-2014. Motrivivência, 28(49), 146-163. https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n49p146

Metzner, A.C. (2011). O papel da Didática na formação dos professores de Educação Física: a opinião dos discentes. Conexões, 9(1), 166-192. https://doi.org/10.20396/conex.v9i1.8637719

Neto, S.D.S., e da Silva, V.P. (2014). Prática como Componente Curricular: questões e reflexões. Revista Diálogo Educacional, 14(43), 889-909. https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.043.AO03

Nóvoa, A. (2000). A formação do professor. Realidades e perspectivas. Encontro Ibéro-americano de formação de professores, Anais. Santa Maria, RS.

Pérez Gómez, A. (1992). O pensamento prático do professor: a formação do professor como profissional reflexivo. In A. Nóvoa (Org.), Os professores e sua formação (pp. 93-114). Publicações Dom Quixote.

Sacristán, J.G. (1991). Consciência e ação sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: A. Nóvoa, A.(Org.), Profissão professor. Porto Editora.

Schön, D. (1992). Formar professores como profissionais reflexivos. Os professores e sua formação. In A. Nóvoa (Org.), Os professores e sua formação (pp. 77-91). Publicações Dom Quixote.

Silva, K.A.C.P.C.D. (2002). Articulação teoria e prática na formação de professores: a concepção oficial. Inter.Ação, 27(2), 1-54. https://doi.org/10.5216/ia.v27i2.1532

Silva, A.R. (2009). As trajetórias formativas de acadêmicos de educação física do curso de licenciatura da UFSM: contribuições na constituição do ser professor [Tese Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Educação, UFSM]. https://repositorio.ufsm.br/handle/1/6890

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. Editora Vozes Limitada.

Zeichner, K. (1992). Novos caminhos para o practicum: uma perspectiva para os anos 90. In A. Nóvoa (Org.), Os professores e sua formação (pp. 115-138). Publicações Dom Quixote.

Publicado
2021-09-13
Cómo citar
Soares Maffei, W. (2021). Formación profesional en Educación Física: acciones docentes en cursos con los más altos conceptos de ENADE 2013/2014. Lecturas: Educación Física Y Deportes, 26(280), 36-51. https://doi.org/10.46642/efd.v26i280.2866
Sección
Artículos de Investigación