efdeportes.com

A Importância da fisioterapia em pacientes com processos

inflamatórios osteomusculares associados a LER/DORT

La importancia de la fisioterapia en pacientes con procesos inflamatorios osteomusculares asociados a LER/EORT

The importance of physiotherapy in patients with musculoskeletal inflammatory processes associated with RSI/WRMD

 

*Aluna do curso de fisioterapia das faculdades INTA

**Professora orientadora das faculdades INTA, especialista em Terapia Intensiva, FB

Mestre em Saúde Pública. Universidade Americana

(Brasil)

Nayra Gomes de Albuquerque*

Francisca Rocha Carneiro Liberato**

franciscarocha18@hotmail.com

 

 

 

 

Resumo

          Trata-se de uma pesquisa do tipo revisão integrativa de literatura, que buscou reconhecer a importância da fisioterapia em pacientes com processos inflamatórios Osteomusculares nos períodos de 2007 a 2014, que teve como objetivo proporcionar maior conhecimento sobre a ação da fisioterapia como meio de tratamento para os processos inflamatórios ocasionados pela Ler/Dort. Os dados foram coletados no portal da Biblioteca Virtual/Lilacs/Scielo e Google Acadêmico, utilizando os descritores: prevenção, fisioterapia, Ler/Dort e processos inflamatórios. A busca originou 40 artigos, que observados os critérios de inclusão que foram publicações originais, na língua portuguesa, considerando o objetivo do estudo e o protocolo de revisão elaborado previamente e os critérios de exclusão que foram publicações nas línguas espanhola e inglesa, artigos repetidos, artigos não acessíveis em texto completo, resenhas, anais de congresso, monografias, teses, editoriais, artigos que não abordaram diretamente o tema deste estudo e artigos publicados fora do período de análise, resultando em sete artigos completos. A análise dos dados mostrou a importância da fisioterapia na prevenção e tratamento de pacientes com processos inflamatórios ocasionados pela Ler/Dort. Diante dos fatos apresentados as LER/DORT têm aumentado muito nos últimos anos, caracterizando uma verdadeira epidemia, sendo assim a fisioterapia se torna um meio necessário como forma de prevenção para o trabalhador e o tratamento dos pacientes, favorecendo o retorno ao trabalho, portanto se faz necessária aprofundar a realização de mais estudos sobre essa temática. Conclui-se que o papel da fisioterapia ajuda a recuperar a função de alguns membros lesados e o movimento restrito, ocasionado pelos processos inflamatórios, além atuar de forma preventiva através de exercícios de alongamentos e fortalecimento da musculatura prevenindo traumas futuros, promovendo bem estar e uma maior qualidade de vida ao trabalhador.

          Unitermos: Prevenção. Fisioterapia. Ler/DORT. Processos inflamatórios.

 

Abstract

          This is a kind of integrative literature review research, which tried to recognize the importance of the physiotherapy in patients who have had musculoskeletal inflammatory processes from 2007 to 2014 and which had as the main purpose to provide a higher knowledge about how to use the physiotherapy as a way of treatment for these inflammatory processes caused by RSI/WRMD. The data was collected through the Virtual Library Health VIRTUAL/LILACS/SCIELO and Academic Google and it was used the descriptors: prevention, physiotherapy, RSI/WRMD and inflammatory processes. The search created 40 articles, in which were observed the inclusion criteria that were original publications in Portuguese language based on the objective of the study and the review protocols that were elaborated previously and the exclusion criteria that were publications in the Spanish and English languages, repeated articles , not accessible articles in full texts , book reviews, scientific conference proceedings, monographs, teses, editorials, articles that did not focused on the theme directly and articles that were published after the period of analysis, which resulted in 7 full articles. The data analysis showed the importance of physiotherapy in the prevention of treatment in patients who have inflammatory processes caused by RSI/WRMD. According to the showed facts, RSI/WRMD have increased a lot in the last years, characterizing a truly epidemic, thus the physiotherapy becomes a necessary procedure as a precautionary basis to the worker and to patients treatment, promoting the return to work. Thus, it is extremely important to improve the studies about this theme. It is concluded that the role of the physiotherapy is to help in the recovering of some injured members and the restricted movement, caused by the inflammatory processes and besides it also acts as a precautionary basis through the stretching exercises, muscles strengthening and as a prevention of possible traumas, promoting welfare and a higher quality of life to the worker.

          Keywords: Prevention. Physiotherapy. RSI/WRMD. Inflammatory processes.

 

 
EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 19, Nº 196, Septiembre de 2014. http://www.efdeportes.com/

1 / 1

Introdução

    No Brasil, a síndrome de origem ocupacional, composta de afecções que atingem os membros superiores, região escapular e pescoço, foi reconhecida pelo Ministério da Previdência Social como Lesões por Esforços Repetitivos (LER), por meio da Norma Técnica de Avaliação de Incapacidade (1991). Em 1997, com a revisão dessa norma, foi introduzida a expressão Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) (AUGUSTO; SAMPAIO; TIRADO; MANCINI, PARREIRA).

    Nesse contexto surgem as lesões por esforços repetitivos (LER) e as Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho (DORT), nomenclatura usada para caracterizar processos inflamatórios ocasionadas por alterações musculoesqueléticas do pescoço, dorso e membros superiores. Suas causas estão diretamente relacionadas à realização de atividades ocupacionais e às condições de trabalho. Os sinais e sintomas atingem músculos, tendões, ligamentos, vasos, nervos e articulações. As regiões que podem ser acometidas são: dedos, punhos, antebraços, cotovelos, braços, ombros, pescoço, dorso e membros inferiores. No entanto a denominação pode ser utilizada somente quando a causa está relacionada às condições de trabalho (MOREIRA; MENDES, 2005).

    A instabilidade do emprego e as condições em que o trabalhador exerce suas atividades laborais geram novas situações de vulnerabilidades, fazendo com que o trabalhador, em decorrência da necessidade de sobreviver, aceite empregos que o deixam exposto a ambientes insalubres, colocando em risco sua saúde (BARBOSA; SANTOS; TREZZA, 2007).

    Na avaliação fisioterapêutica do paciente com LER/DORT, o mapeamento da dor na construção do diagnóstico da incapacidade considera não só os aspectos propedêuticos pertinentes (palpação, exame funcional etc.), mas também a história ocupacional e os outros fatores concorrentes (sinais inflamatórios etc.). Esses achados podem constatar a existência da dor como elemento provocador de incapacidade. Nesse sentido, podemos obter, dos diagnósticos de incapacidade na avaliação fisioterapêutica, informações que possam respaldar e até dimensionar ações no campo pericial, conhecendo melhor a sintomatologia dos pacientes com LER/DORT. Esse enfoque permite uma abordagem individual que pode ser divulgada e socializada com os médicos e a equipe multidisciplinar por meio de emissão de laudos e relatórios (VIEIRA; IKARI; LOFFREDO, 2005).

    Assim, o trabalhador que apresenta sintomas de formigamento, dor e limitação da capacidade laboral, freqüentemente procura um médico que, após diagnóstico e tratamento, o encaminha para a fisioterapia. O fisioterapeuta, ao atender o paciente com LER/DORT, vive um paradoxo entre a subjetividade inerente à síndrome e a objetividade do tratamento. Considerando que as representações dos fisioterapeutas a respeito da doença e do doente podem influenciar nas formas de encaminhar a assistência fisioterapêutica, faz-se necessário conhecer e investigar uma possível associação dessas representações com a prática clínica (AUGUSTO; SAMPAIO; TIRADO; MANCINI, PARREIRA).

    Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo discutir a importância da fisioterapia no processo inflamatório osteomuscular obtidas pela Ler/Dort, através de uma análise de outros artigos, tendo conhecimento de como a fisioterapia têm a contribuir com esses pacientes.

Metodologia

    O presente estudo foi desenvolvido por meio de uma revisão integrativa da literatura, buscando conhecer e esclarecer a importância da fisioterapia nos processos inflamatórios osteomusculares ocasionados pelas Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho.

    A presente pesquisa trata-se de uma revisão bibliográfica na qual, foram selecionados artigos com bases de dados da literatura científica e técnicas: Lilacs (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), Scielo (Scientific Electronic Library Online) e Google Acadêmico, abrangendo todas as publicações disponíveis. Os descritores foram selecionados a partir dos objetivos da pesquisa, sendo: prevenção, fisioterapia, Ler/Dort e processos inflamatórios.

    Assim, para a realização da revisão devemos obedecer seis etapas utilizadas neste estudo: 1. Elaboração da pergunta norteadora; 2. Busca na literatura; 3. Coleta de dados; 4. Análise crítica dos estudos incluídos; 5. Discussão dos resultados e 6. Apresentação da revisão integrativa (SOUZA, 2010).

    A busca considerou as publicações dos últimos dez anos, sendo assim foram pesquisados artigos do período de 2007 a 2013 na qual, foram analisados 40 estudos, no total de 7 artigos que atenderam aos critérios de inclusão e exclusão e que serão apresentados a seguir. Os estudos observados como critério de inclusão, estão disponíveis na íntegra, que foram publicações originais, na língua portuguesa, considerando o objetivo do estudo e o protocolo de revisão elaborado previamente. Sendo assim, os critérios de exclusão foram publicações nas línguas espanhola e inglesa, artigos repetidos, artigos não acessíveis em texto completo, resenhas, anais de congresso, monografias, teses, editoriais, artigos que não abordaram diretamente o tema deste estudo e artigos publicados fora do período de análise. Ao todo, foram excluídos 33 artigos, iniciando a análise de 7 estudos completos.

    Foi elaborado um quadro no qual os campos destinam-se ao registro do resumo das informações contidas no instrumento utilizado para a coleta de dados, com as seguintes variáveis: ano do artigo, nomes dos autores, objetivo, título do artigo e o tipo de estudo. No que se refere à importância da fisioterapia em pacientes com processos inflamatórios osteomusculares (LER/DORT). Os resultados foram discutidos e sustentados com outras literaturas pertinentes.

Resultados e discussão

    Baseado nos artigos selecionados, quanto a sua publicação, dentre os cinco artigos apresentados no quadro 1 são resultados de pesquisas e todos relatam sobre o tema e os descritores utilizados na base metodológica.

    Em relação ao ano de publicação, um artigo publicado em 2007, (IKAIRI) um em 2010, (MENDES) um em 2011 (TORRES) três em 2012 (KRETZSCHMAR; DALPIAZ e AMARAL) e um de 2013 (FERREIRA) em relação a seqüência dos anos pesquisados houve uma diferença de 2007 a 2010.

    Quanto aos tipos de estudos, foram assim classificados: revisão de literatura integrativa (IKARI, 2007); estudo de campo descritivo (MENDES, 2010); estudo do tipo qualitativo exploratório e descritivo (TORRES, 2011 e FERREIRA, 2013); estudo exploratório descritivo (KRETZSHMAR, 2012 e AMARAL, 2012); e uma revisão sistemática de literatura (DALPIAZ, 2012).

Quadro 1. Importância da Fisioterapia em Pacientes com Processos inflamatórios Osteomusculares (LER/DORT)

Ano do Artigo

Nomes dos Autores

Objetivo

Título do Artigo

Tipo de Estudo

2007

 

IKARI T. E.;

MANTELLI M.;

CORRÊA FILHO H.R.;

MONTEIRO M. I.

O objetivo deste trabalho é identificar por meio de revisão bibliográfica, intervenções fisioterápicas realizadas tanto para a prevenção quanto para tratamento em trabalhadores com essas enfermidades na última década.

Tratamento de LER/DORT: intervenções fisioterápicas

 

Revisão de literatura integrativa

2010

MENDES L. F;

LANCMAN S.

Avaliar os benefícios da associação do tratamento cinesioterapêutico com as dinâmicas de grupo, numa abordagem mais integral do processo saúde-doença, na recuperação e na reabilitação de portadores de LER/DORT em relação à funcionalidade e ao retorno ao trabalho.

Reabilitação de pacientes com LER/DORT: contribuições

da fisioterapia em grupo

Estudo de campo descritivo

2011

TORRES A. R. A;

CHAGAS M. I. O;

MOREIRA A. C.A;

BARRETO I. C. H. C;

RODRIGUES E.M.

Identificar as repercussões do adoecimento no contexto familiar do trabalhador com LER/DORT e descrever as estratégias utilizadas para o enfrentamento do adoecimento relacionado ao trabalho.

O adoecimento no trabalho: Repercussões na vida do trabalhador e de sua família

Estudo

exploratório e descritivo de cunho qualitativo

2012

AMARAL M.C;

VARGAS F. M;

LEMOS J.C.

Este estudo teve como objetivo analisar a possibilidade de relação entre o estresse

ocupacional e a sintomatologia dolorosa.

Saúde do trabalhador: relação do estresse ocupacional com a

sintomatologia dolorosa pré e pós intervenção

fisioterapêutica em grupo

Estudo do tipo qualitativo, exploratório e descritivo.

2012

DALPIAZ A;

ALVES A. C.B;

FRAGA L. F.D.B;

FRIGO L.B.

 

Verificar e compreender como ocorrem as modificações e

os processos inflamatórios causados pelo estresse ocupacional e o que desencadeiam nas doenças

ocupacionais, além de analisar como a Fisioterapia pode

ajudar na reabilitação desses processos.

A importância dos processos inflamatórios na fisiopatologia da doenças ocupacionais: um foco na reabilitação fisioterapêutica.

Revisão Sistemática da literatura

2012

KRETZSCHMAR, M. A.; BEZERRA, G. das C.;

BRITO, L. R.

Neste artigo destacamos uma das atividades recentes que o fisioterapeuta pode trabalhar procurando dar ênfase à importância da Ginástica Laboral (GL) para as Empresas e Instituições de ensino.

Ginástica laboral, uma opção para o fisioterapeuta e nova perspectiva para instituições de ensino.

Estudo exploratório descritivo

2013

FERREIRA L. L;

DELANTIM F. M; VILELA F.L;

DIAS A.

Descrever uma intervenção fisioterapêutica com foco na prevenção dos distúrbios osteomusculares

relacionados ao trabalho (DORT) sobre auxiliares de limpeza.

Intervenção fisioterapêutica na prevenção dos Dort em auxiliares de limpeza.

Exploratória descritivo

Doenças Osteomusculares (Ler/Dort)

    As doenças ocupacionais formam hoje um grupo de patologias que mais atingem a população, isso porque as atividades realizadas pelos trabalhadores tornaram-se repetitivas, além da má alimentação, sedentarismo e estresse, enfrentado pelos profissionais. Esses fatores modificam o sistema imunológico e desencadeiam processos inflamatórios (DALPIAZ et al., 2012).

    De acordo com Neves (2006), os danos de lesões que mais se destaca entre os trabalhadores, são as lesões por esforços repetitivos (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). As LER/DORT são caracterizadas pela incapacidade laboral temporária ou permanente, resultante da sobrecarga que é imposto no trabalho afetando o sistema osteomuscular, tendo com conseqüência a falta de tempo para a sua recuperação. Diante de novas tecnologias, salvo exceções, não tem sido utilizado no sentido de aliviar a carga de trabalho ou de permitir uma maior autonomia dos trabalhadores na realização do mesmo, mas sim, no sentido de impor uma maior exigência de ritmos, o que está estritamente relacionado com a expansão das LER/DORT.

    Segundo Medeiros e Segatto (2012), as Ler atualmente renomeadas de Dort, representam uma série de alterações que atingem músculos, fáscias musculares, vasos, tendões, ligamentos, nervos e articulações, são caracterizadas por dor crônica que afeta principalmente pescoço, cintura escapular e membros superiores. É muito comum haver dor, diminuição de força e fadiga muscular do local afetado, havendo tensão, alteração da motricidade e contratura muscular. As Ler/Dort nos últimos anos tem se mostrado mais freqüente e um dos fatores que predispõem ao risco dessas patologias são os movimentos repetitivo, o uso de aparelhos não ergonômicos, a postura de trabalho inadequada, o uso de força excessiva nos precedimentos, o repouso insuficiente, a falta de condicionamento físico, a pressão psicológica por resultados e as metas de produtividade, entre outros.

    A intensificação da exploração da força de trabalho contribui para o aumento das doenças relacionadas ao trabalho e maximiza a probabilidade de acidentes causando incapacidade e morte de muitos trabalhadores. Infelizmente os trabalhadores vinculados à indústria são, muitas vezes, obrigados a submeter-se a intensos desgastes físicos e psicológicos através de pressões para atingirem as metas das produções e/ou acúmulos de tarefas, além da preocupação quanto à instabilidade deste vínculo (RIBEIRO, 2008).

Processos inflamatórios

    De acordo com Maemo e Carmo (2005), por ser um distúrbio com início insidioso, o trabalhador às vezes não dá conta do seu acometimento precocemente, por pensarem que é só um incomodo passageiro, não tomando os devidos cuidados deixando prolongar e transparecendo maior os sinais e sintomas afirmativos de Ler/Dort. Por ser intermitente, de curta duração e de leve intensidade, a sintomatologia pode passar por cansaço passageiro ou posicionamento inadequado. Se não tomadas às medidas de prevenção e tratamento de novos episódios, progressivamente os sintomas se intensificam aparecendo de forma espontânea e contínua, comprometendo a capacidade funcional do trabalhador, tanto no trabalho quando na vida familiar.

    Segundo Pessoa (2010), como a dor é o principal sintoma da LER/DORT, em 1988, Dennet e Fry a classificaram em quatro graus:

Importância da fisioterapia nas patologias de processos inflamatórios relacionados a LER/DORT

    A intervenção fisioterápica requer um profissional apto a identificar e tratar um trabalhador com LER/DORT de maneira holística, sabendo das implicações tanto no âmbito das disfunções mecânicas quanto nos problemas psicossociais, que incluem satisfação no trabalho ou mesmo nas mudanças do corpo devido à idade. A comunicação com outros profissionais da área da saúde também deve ser ressaltada para facilitar o processo de reabilitação do trabalhador (DRIVER, 2006).

    Segundo Moreira e Mendes (2010), são necessários não somente profissionais da área da saúde, mas também, engenheiros, ergonomistas, assistentes sociais com intuito de garantir a análise global da problemática no ambiente do trabalho e do próprio trabalhador. O tratamento desses trabalhadores não deve considerar apenas aspectos clínicos, mas também deve incluir uma preparação para o retorno ao trabalho, algumas orientações para melhorar a forma de realizar as atividades laborais e a própria modificação do trabalho.

    Acredita-se que, no tratamento fisioterapêutico, a abordagem em grupo também poderia potencializar os efeitos dos recursos físicos utilizados, acentuando a melhora do quadro clínico dos pacientes. A cinesioterapia em grupo faz com que o paciente aprenda a assumir parte da responsabilidade de seu próprio exercício, adquira confiança no tratamento, compreenda a dimensão coletiva do seu adoecimento, rompa com o isolamento, muitas vezes provocado pela doença, e perceba que, ao mesmo tempo em que precisa de ajuda, pode auxiliar outros membros do grupo (MOREIRA e MENDES, 2010).

    Segundo Maciel (2005), a Ginástica Laboral também tem como objetivo a prevenção de doenças ocupacionais devido aos exercícios específicos de alongamento, fortalecimento muscular, de coordenação motora e relaxamento na qual são efetuados no próprio local de trabalho, com sessões de cinco, dez ou quinze minutos, tendo como principais objetivos a prevenção das LER/DORT e a diminuição do estresse.

    A prevenção é uma das ações que têm sido mais discutidas atualmente no que diz respeito ao combate dos DORT; porém suas causas estão sendo reconhecidas e poucas ações preventivas têm sido realizadas. E, devido ao grande destaque desses distúrbios entre as afecções ocupacionais, a atuação da fisioterapia nas empresas, cresce a cada dia pela descoberta da importância do investimento em ações preventivas e por não estar o fisioterapeuta limitado, apenas, a curar e reabilitar (SANTOS et al, 2008).

Conclusão

    Diante dos fatos apresentados este estudo permitiu o conhecimento maior sobre as Lesões por esforços repetitivos (Ler) e as Doenças Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) e os meios de tratamento fisioterapêutico e prevenção dessas lesões.

    A pesquisa mostrou que a importância da fisioterapia ajuda a recuperar a função de alguns membros lesados e o movimento que é ocasionado pelos processos inflamatórios, além de atuar de forma preventiva através de exercícios de alongamentos e fortalecimento da musculatura prevenindo traumas futuros, promovendo bem estar e uma maior qualidade de vida ao trabalhador. Sendo assim, é necessário maior número de pesquisas sobre o tratamento fisioterapêutico nas Ler/Dort, para comprovar e estabelecer que a prevenção e o tratamento da lesão já instalada é ainda o melhor caminho a seguir.

Referências

Outros artigos em Portugués

  www.efdeportes.com/
Búsqueda personalizada

EFDeportes.com, Revista Digital · Año 19 · N° 196 | Buenos Aires, Septiembre de 2014
© 1997-2014 Derechos reservados